David G. Bromley

David G. Bromley é Professor de Estudos Religiosos e Sociologia na Escola de Estudos Mundiais da Virginia Commonwealth University. Depois de concluir um curso de graduação em Sociologia no Colby College, eu prossegui o trabalho de pós-graduação em Sociologia na Duke University, ganhando um Ph.D. em 1971. Durante e depois do meu trabalho de pós-graduação na Duke, eu trabalhei no corpo docente da Universidade da Virgínia no Departamento de Sociologia e Antropologia. Voltei para a Virgínia quando entrei para o corpo docente da VCU em 1983 como presidente do Departamento de Sociologia e Antropologia. Nos anos seguintes, serviu como presidente do Departamento de Sociologia, Antropologia e Serviço Social da Universidade do Texas em Arlington e como presidente do Departamento de Sociologia, Antropologia e Justiça Criminal da Universidade de Hartford.

Durante o início de minha carreira, trabalhei nas áreas de Sociologia Urbana, Sociologia Política, Movimentos Sociais, Sociologia do Desvio e Criminologia. Foi meu interesse em Movimentos Sociais e Desvio, que levou à minha pesquisa inicial sobre os movimentos religiosos contemporâneos e, mais amplamente, na Sociologia da Religião. Meu trabalho atual concentra-se predominantemente em religião e movimentos religiosos.

Sou autor ou editor em mais de vinte livros, principalmente nas áreas de religião e movimentos religiosos, com interesse primário em movimentos religiosos contemporâneos. Além disso, escrevi muitos artigos de periódicos e capítulos de livros nessa área. Este trabalho inclui pesquisa sobre vários novos movimentos religiosos, como o Unificacionismo e Scientology, e questões teóricas, tais como processos de conversão / deserção, construção de tipologias de grupos religiosos, fatores estruturais no surgimento de novas formas de religião e a conexão entre religião e violência. Atualmente estou preparando uma segunda edição do Cultos e Novas Religiões: Uma Breve História (Wiley / Blackwell, 2006), co-autoria de Douglas Cowan. A primeira edição foi agora traduzida para as edições alemã, japonesa e checa. Meu próximo grande projeto será um livro Religião Perigosa , que explora o potencial e o perigo de organizar populações marginais em um modo religioso.

Uma maneira que tenho procurado para avançar no estudo de novos movimentos religiosos, reunindo os principais estudiosos que estudam novas religiões para abordar questões de pesquisa e pedagógicas. Por exemplo, Ensinando Novos Movimentos Religiosos (Oxford University Press, 2007) é um volume que faz parte da série “Teaching Religious Studies” de Oxford. O livro busca estimular a criatividade no ensino de novas expressões religiosas, fornecendo aos professores conhecimentos de última geração e técnicas de sala de aula para aprimorar seu ensino. No Cultos, Religião e Violência (Cambridge University Press, 2001), trabalhei com J. Gordon Melton para reunir um grupo internacional de estudiosos que abordou a complexa questão da violência através de estudos de caso de alguns dos casos de violência que envolveram novos movimentos religiosos nos últimos anos. vigésimo século. Em O susto do satanismo (Aldine de Gruyter, 1991), eu colaborei com James Richardson e Joel Best em reunir um grupo interdisciplinar de estudiosos para analisar a ascensão e queda de um grande episódio de pânico social sobre supostos cultos satânicos subversivos que varreram os Estados Unidos e um número de outras nações durante os 1980s.

Outro grande projeto que estou desenvolvendo atualmente para avançar no estudo de movimentos religiosos é o Projeto Religiões Mundiais e Espiritualidade. O WRSP é um trabalho de referência on-line que está reunindo uma série de recursos que são úteis para acadêmicos, representantes da mídia, líderes religiosos e agências governamentais com interesse em organização religiosa. O núcleo da WRSP é o WRSP Profiles de grupos religiosos de autoria de importantes estudiosos de todo o mundo. WRSP também oferece o Fórum WRSP, que patrocina entrevistas com figuras-chave no estudo da religião; uma seção Artigos / Artigos, que complementa os Perfis WRSP; uma seção Arquivo, que contém uma lista de fontes arquivísticas disponíveis para os estudiosos, bem como fontes primárias no local; e uma seção de vídeos da WRSP, que complementa textos com materiais de vídeo on-line.

Em associações acadêmicas, tenho servido como Presidente da Associação para a Associação de Religião e como Editor do Jornal para o Estudo Científico da Religião , publicado pela Sociedade para o Estudo Científico da Religião. Na 1991, fundei a série anual, Religião e Ordem Social , que é patrocinado pela Associação para a Sociologia da Religião. A série foi criada para abordar questões emergentes teóricas e substantivas no estudo sociológico da religião. Eu editei a série e vários volumes individuais, através dos seus primeiros dez volumes. Vinte e três volumes já foram publicados, atualmente através da Brill Publishers.

Meu ensino envolveu palestras / discussões mais tradicionais e modalidades de aprendizado experiencial mais inovadoras. Em todos os meus cursos, enfatizo a análise sociológica que enfatiza uma orientação crítica e estrutural. Tenho estado particularmente interessado em integrar o ensino e as atividades acadêmicas de uma forma que promova a participação dos alunos neste contexto. Racismo Branco e Americanos Negros (Schenkman / General Learning Press, 1972) desenvolvido a partir de um projeto de ensino com Charles Longino na Universidade da Virgínia. Os alunos leram e avaliaram artigos e livros da 1,000 para produzir um livro que eles criaram para ser mais informativo sobre o racismo estrutural na América. Mais recentemente, desenvolvi o Projeto Religiões Mundiais em Richmond. WRR é um recurso on-line que identifica e perfila a diversidade de tradições religiosas presentes na região metropolitana de Richmond, Virgínia. Estudantes de Estudos Religiosos e Sociologia conduzem trabalhos de campo e esboçam perfis de grupos religiosos da área de Richmond. A WRR compilou um extenso conjunto de perfis de grupo e foi aceita como afiliada do The Pluralism Project na Universidade de Harvard.

 

Compartilhe